Campanha Salarial

09 de de 2015

Metal˙rgicos rechašam pacote de maldades da Fiemg e reafirmam pauta de reivindicaš§es da Campanha Salarial


Na segunda rodada de negociações da Campanha Salarial Unificada 2015, ocorrida na manhã desta quarta-feira (9), na Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg), os metalúrgicos de Minas, representados pelas principais lideranças da FIT Metal e CTB, FEM CUT e Femetal (Força Sindical), rechaçaram as propostas apresentadas pelos patrões no encontro anterior entre as partes e reafirmaram a necessidade de se negociar, na íntegra, a pauta de reivindicações original dos trabalhadores da categoria.

 

Proposta patronal significa reajuste “zero” em 2015

 

Os patrões, mais uma vez, não arredaram pé da proposta que apresentaram logo na primeira negociação, no dia 31 de agosto, prevendo reajustes variáveis de 3,5% a 4 % (conforme o número de empregados por empresa), para serem aplicados apenas a partir de abril de 2016; o que deixaria os metalúrgicos sem qualquer reajuste este ano.

 

Além disso, a Fiemg propôs banco de horas de um ano e a retirada da pauta de reivindicações como pagamento de abono, garantia de emprego ou salários e a liberação de dirigentes sindicais.

 

“Reafirmamos aos representantes da Fiemg que não aceitamos qualquer tipo de parcelamento de reajuste e nem a inclusão do banco de horas, além de outros absurdos que foram propostos, e que estamos ali para lutar por mais avanços e a valorização dos metalúrgicos. Portanto, o retrocesso em nossos direitos não nos interessa”, ressaltou o presidente do Sindicato, João Alves de Almeida, que também participou da reunião na Fiemg.

 

Neste sentido, as lideranças dos metalúrgicos reforçaram as reivindicações então apresentadas aos patrões no dia 30 de julho, data da entrega da pauta à Fiemg, que incluem a reposição da inflação e aumento real de 4% de salários, abono de um salário nominal, reajuste do piso salarial, redução da jornada de trabalho, sem diminuição dos salários, garantia de emprego, além de dezenas de outras cláusulas sociais.

 

Na reunião desta quarta, os representantes da Fiemg afirmaram que irão avaliar a possibilidade de atualizar, do ponto de vista jurídico, alguns itens da pauta, além de terem sinalizado com a intenção de definir uma data única para debater especificamente as cláusulas de saúde.

 

Nova rodada de negociações entre metalúrgicos e Fiemg já está marcada para o próximo dia 17, às 10 horas, na sede da entidade patronal, em Belo Horizonte.

 

Fonte: Departamento de Imprensa - Sindbet.

 

Enquete

Boletim
Eletrônico

Cadastre-se e receba as
noticias do Sindicato
Rua Santa Cruz, 811 | Centro | Betim - MG | CEP 32600-028 | (31) 3539-6500 | metalurgicosdebetim@metalurgicosdebetim.org.br

Horários de funcionamento do Sindicato:
- Sede: 8h30 às 12h e das 13h às 18h.
Endereço: Rua Santa Cruz, 811, Centro - Betim.
Telefone: (31) 3539-6500.
- Subsede: 8h30 às 16h45.
Endereço: Rua Toyota, 222, bairro Jardim Piemont - Betim.
Telefone: (31) 3597-0260.

Visitas desde junho/2016: 960661
Sindicato dos Metalúrgicos de Betim e Região © 2018 All Rights Reserved.