Campanha Salarial

29 de julho de 2015

Campanha Salarial Unificada 2015: pauta de reivindicações dos metalúrgicos será entregue aos patrões nesta quinta


A pauta de reivindicações da Campanha Salarial Unificada dos Metalúrgicos de Minas Gerais será entregue aos patrões nesta quinta-feira (30), às 14h30, na Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg), em Belo Horizonte.

 

No local, será realizado um ato público, que deverá contar com a participação de trabalhadores e dirigentes do Sindicato dos Metalúrgicos de Betim e Região, além de metalúrgicos e sindicalistas representantes das federações e sindicatos que integram a Campanha Salarial Unificada.

 

Com data-base em 1º de outubro, os metalúrgicos de Minas estarão representados nas negociações pela Federação Interestadual dos Metalúrgicos e Metalúrgicas do Brasil (FIT Metal), ligada à Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB); Federação Estadual dos Metalúrgicos (FEM), ligada à Central Única dos Trabalhadores (CUT), e Femetal (Federação dos Trabalhadores das Indústrias Metalúrgicas do Estado de Minas Gerais), ligada à Força Sindical.

 

Para o presidente do Sindicato, João Alves de Almeida, a unidade entre os sindicatos, centrais sindicais e federações de metalúrgicos de todo o Estado, assim como o apoio dos trabalhadores, são fundamentais para o sucesso na Campanha Salarial.

 

“Este ano, nossa luta será ainda mais árdua, uma vez que, certamente, iremos nos debater com a tentativa dos patrões de retirarem muitos de nossos direitos. Assim, é preciso que estejamos mobilizados nas fábricas e, sobretudo, com muita unidade com os demais sindicatos, centrais e federações nesta luta. Nossa união será para barrar qualquer tentativa de retirada de direitos por parte dos patrões e ampliar conquistas”, ressalta. 

 

Reivindicações

 

Entre as principais reivindicações deste ano, estão itens que prevêem a reposição da inflação e aumento real de salários, abono de um salário nominal, reajuste do piso salarial (salário de ingresso), redução da jornada de trabalho sem diminuição dos salários, garantia de emprego, além de dezenas de outras cláusulas, inclusive de cunho social:

 

Reposição da inflação mais aumento real de 4%: o reajuste salarial acima da inflação, além de fortalecer a renda e valorizar o trabalhador, é um dos principais caminhos para aquecer a economia e levar o Brasil à retomada do crescimento.

 

Abono: para os metalúrgicos das empresas que não negociam a PLR, pleiteamos o pagamento de um abono de um salário nominal, como forma de motivar os trabalhadores.

 

Saúde e segurança: este ano, as questões referentes à saúde e segurança do trabalhador voltam a ser negociadas com a patronal. O objetivo é garantir na Convenção cláusulas que previnam a ocorrência de acidentes ou doenças ocupacionais e que amparem o trabalhador caso ele seja vítima dessas situações.

 

Manutenção das conquistas: além de avançar nas conquistas, uma das principais reivindicações da pauta a manutenção das cláusulas da Convenção Coletiva atual. Este é o momento de valorizar o trabalhador e não de retirar direitos.

 

Tíquete alimentação: um dos itens que mais tem pesado na inflação nos últimos meses é a alimentação. Nesta Campanha Salarial, reivindicamos o fornecimento de um tíquete alimentação no valor R$ 400,00, como forma de reforçar a renda do trabalhador.

 

Fonte: Departamento de Imprensa - Sindbet. 

 

Enquete

Boletim
Eletrônico

Cadastre-se e receba as
noticias do Sindicato
Rua Santa Cruz, 811 | Centro | Betim - MG | CEP 32600-028 | (31) 3539-6500 | metalurgicosdebetim@metalurgicosdebetim.org.br

Horários de funcionamento do Sindicato:
- Sede: 8h30 às 12h e das 13h às 18h.
Endereço: Rua Santa Cruz, 811, Centro - Betim.
Telefone: (31) 3539-6500.
- Subsede: 8h30 às 16h45.
Endereço: Rua Toyota, 222, bairro Jardim Piemont - Betim.
Telefone: (31) 3597-0260.

Visitas desde junho/2016: 960682
Sindicato dos Metalúrgicos de Betim e Região © 2018 All Rights Reserved.