Campanha Salarial

01 de de 2014

Primeira proposta da Fiemg na Campanha Salarial Unificada não agrada e metalúrgicos prometem intensificar mobilização nas fábricas


Índices de reajustes que não repõem sequer as perdas da inflação que os metalúrgicos tiveram no último ano e que não contempla os trabalhadores com aumento real nos salários; aumento insuficiente para o piso salarial e abono; e negativa às demais reivindicações da categoria.

 

Estas foram as propostas apresentadas pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) logo na primeira reunião de negociação da Campanha Salarial Unificada dos Metalúrgicos, ocorrida na última sexta-feira (29), na sede da entidade patronal, em Belo Horizonte.

 

A patronal propôs, para as empresas com até 50 empregados, reajuste de 4% nos salários, a partir de outubro, e mais 1% em março de 2015. Nas fábricas que contam com mais de 50 funcionários, o reajuste seria de 4,5%, também em outubro, e o mesmo percentual de 1% a partir de março do ano que vem. Assim, pela oferta feita pela Fiemg, os metalúrgicos não teriam qualquer índice de aumento real nos salários.

 

“Esta primeira proposta sinaliza aquilo que já falávamos, de que esta Campanha Salarial, pelo grau de dificuldades nas negociações, exigirá muita mobilização dos trabalhadores nas fábricas e unidade aos sindicatos para que possamos, de fato, alcançar nossas reivindicações, uma vez que temos motivos de sobra para acreditar em nossas conquistas”, ressalta o presidente do Sindicato, João Alves de Almeida, fazendo referência à pesquisa divulgada recentemente pelo Departamento Intersindical de Estudos Socioeconômicos (Dieese).

 

Conforme o órgão, em 93% dos acordos e convenções coletivas negociadas no primeiro semestre deste ano, os trabalhadores de categorias como comércio, indústria e serviço conquistaram reajuste com aumentos reais nos salários, que chegaram até 2%.

 

Além disso, o presidente do Sindicato cita o fato de as empresas, especialmente do setor automobilístico estarem, frequentemente, sendo agraciados com inúmeros benefícios por parte do governo federal, tais como diminuição das taxas do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), ampliação da oferta de crédito e desoneração da folha de pagamento, dentre outros.

 

“Esperamos e vamos lutar pela contrapartida que nos é justa, afinal, estamos em luta para reivindicar as perdas que tivemos nos salários ao longo do último ano e não daqui para frente”, reforça o presidente do Sindicato.

 

Data-base

 

Com data-base em 1º de outubro, os metalúrgicos de Minas reivindicam reajuste salarial de 11% - que contempla recomposição das perdas com a inflação e aumento real nos salários; abono único e especial de R$ 2.529,91; piso salarial de ingresso de R$ 1.949,48; garantia de emprego, a partir do dia 1º de outubro e até 90 dias após o fechamento do acordo; e abono de férias de um salário nominal do trabalhador na respectiva fábrica.

 

A categoria também reivindica a gratuidade do transporte aos empregados; tíquete-refeição/alimentação no valor de R$ 499,50; e reembolso dos valores pagos pela creche, independentemente do número de funcionárias por fábrica, com limite para criança com até 6 anos de idade.

 

Na Campanha Salarial Unificada deste ano, os cerca de 250 mil metalúrgicos de todo o estado estarão representados nas negociações com a Fiemg pela Federação Interestadual dos Metalúrgicos e Metalúrgicas do Brasil (FIT Metal), ligada à Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) - à qual o Sindicato é filiado, Federação Estadual dos Metalúrgicos (FEM/CUT) e Femetal Minas, ligada à Força Sindical.

 

Fonte: Departamento de Imprensa - Sindbet.

Enquete

Boletim
Eletrônico

Cadastre-se e receba as
noticias do Sindicato
Rua Santa Cruz, 811 | Centro | Betim - MG | CEP 32600-028 | (31) 3539-6500 | metalurgicosdebetim@metalurgicosdebetim.org.br

Horários de funcionamento do Sindicato:
- Sede: 8h30 às 12h e das 13h às 18h.
Endereço: Rua Santa Cruz, 811, Centro - Betim.
Telefone: (31) 3539-6500.
- Subsede: 8h30 às 16h45.
Endereço: Rua Toyota, 222, bairro Jardim Piemont - Betim.
Telefone: (31) 3597-0260.

Visitas desde junho/2016: 835306
Sindicato dos Metalúrgicos de Betim e Região © 2018 All Rights Reserved.