Campanha Salarial

10 de janeiro de 2016

Trabalhadores da Fiat e fornecedoras conquistam reajuste salarial de 9,9% e abono sem banco de horas


Trabalhadores de 17 empresas do setor automotivo aprovaram, em assembleia realizada neste domingo (10), no Clube dos Metalúrgicos, o Acordo Coletivo da Campanha Salarial de 2015. A assembleia contou com a presença de diretores do Sindicato, do presidente da Federação Interestadual dos Metalúrgicos e Metalúrgicas do Brasil (Fitmetal), Marcelino da Rocha, e do deputado estadual Geraldo Pimenta (PCdoB).

 

O acordo beneficia aos metalúrgicos da Fiat Automóveis, ABCZ, Aethra, Bosch, Brembo, Comau (Teksid), Denso Rotantes, Denso Térmicos, Lames, Magna, Mardel, Nemak, Sila, Stola, Tekfor, Teksid e Tower, o que corresponde a cerca de 80% do total de trabalhadores da base do Sindicato.

 

O acordo fechado com as empresas, além das cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), garante 9,9% de reajuste nos salários, a partir de 1º de janeiro, para os trabalhadores que recebiam até R$ 6.224,00 em outubro de 2014 (aos que ganhavam salários acima deste valor será concedido um reajuste salarial no valor único de R$ 616,18); mais um abono salarial – exceto para os trabalhadores da Aethra, Stola e Tower (confira abaixo).

 

“Diante do atual cenário de dificuldades, em que enfrentamos uma grande ofensiva dos patrões para flexibilizar direitos e reduzir salários, podemos afirmar com toda segurança que esse foi um bom acordo, principalmente porque, respaldados pela decisão da categoria, a diretoria do Sindicato resistiu e não aceitou o banco de horas nos acordos coletivos”, ressalta o presidente do Sindicato, João Alves de Almeida.

 

Adversidades

 

O grande número de paradas técnicas e as férias coletivas no setor automotivo, principalmente na Fiat, também foi apontado pelo presidente do Sindicato como grande dificultador na Campanha Salarial deste ano.

 

“Desde o início da campanha, em julho do ano passado, foram inúmeras paradas técnicas e férias coletivas, que prejudicaram consideravelmente a mobilização dos trabalhadores”, disse.

 

Além dessas dificuldades, o Sindicato também teve que enfrentar medidas arbitrárias tomadas pela montadora para impedir que a diretoria mantivesse contato com os trabalhadores, como o interdito proibitório conseguido pela Fiat na Justiça, recurso jurídico que impediu a entidade de promover atividades nas imediações da empresa, sob pena de arcar com pesadas multas.

 

Desconto negocial

 

Na assembleia, os trabalhadores também aprovaram o desconto negocial de 4% em favor do Sindicato, sendo 2% em janeiro e 2% em fevereiro. “Esse recurso é fundamental para o funcionamento do Sindicato, manutenção dos serviços prestados pela entidade, como assistências médica e jurídica; manutenção do Clube dos Metalúrgicos, dos cursos profissionalizantes do Centro de Atividades Técnicas do Trabalhador (CATT) e para a conclusão das obras da nova sede da entidade”, explica João Alves.

 

Importante

 

Os trabalhadores das empresas que concederam antecipação do reajuste salarial terão o percentual adiantado descontado do índice aprovado na assembleia.

 

Já os metalúrgicos demitidos no período da data-base têm direito ao retroativo de 7% e deverão procurar a empresa em até 90 dias para receber a diferença. Em caso de dúvida, o trabalhador deve entrar em contato com o Sindicato.

 

Veja como ficou o reajuste salarial e o abono na empresa em que você trabalha

 

Fiat

Reajuste salarial: 9,9% a partir de 1º de janeiro de 2016.

Abono: R$ 1.000,00 - pagamento até 29/01.

 

ABCZ

Reajuste salarial: 9,9% a partir de 1º de janeiro de 2016.

Abono: R$ 600,00 - pagamento até 30/03.

 

Aethra

Reajuste salarial: 7% retroativo a 1º de outubro de 2015 e 2,9% em fevereiro de 2016.

 

Bosch

Reajuste salarial: 9,9% a partir de 1º de janeiro de 2016.

Abono: R$ 600,00 - pagamento até 30/03.

 

Brembo

Reajuste salarial: 9,9% a partir de 1º de janeiro de 2016.

Abono: R$ 600,00 - pagamento até 30/03.

 

Comau (Teksid)

Reajuste salarial: 9,9% a partir de 1º de janeiro de 2016.

Abono: R$ 600,00 - pagamento até 30/03.

 

Denso Rotantes

Reajuste salarial: 9,9% a partir de 1º de janeiro de 2016.

Abono: R$ 600,00 - pagamento até 31/01.

 

Denso Térmicos

Reajuste salarial: 9,9% a partir de 1º de janeiro de 2016.

Abono: R$ 800,00 - pagamento até 30/03.

 

Lames

Reajuste salarial: 9,9% a partir de 1º de janeiro de 2016.

Abono: R$ 700,00 - pagamento até 25/02.

 

Magna

Reajuste salarial: 9,9% a partir de 1º de janeiro de 2016.

Abono: R$ 1.400,00 - já pago.

 

Mardel

Reajuste salarial: 9,9% a partir de 1º de janeiro de 2016.

Abono: R$ 600,00 - pagamento até 30/03.

 

Nemak

Reajuste salarial: 9,9% a partir de 1º de janeiro de 2016.

Abono: R$ 600,00 - pagamento até 30/03.

 

Sila do Brasil

Reajuste salarial: 9,9% a partir de 1º de janeiro de 2016.

Abono: R$ 600,00 - pagamento até 30/03.

 

Stola do Brasil

Reajuste salarial: 7% retroativo a 1º de outubro de 2015 e 2,9% em fevereiro de 2016.

 

Tekfor

Reajuste salarial: 9,9% a partir de 1º de janeiro de 2016.

Abono: R$ 450,00 - pagamento até 30/03.

 

Teksid

Reajuste salarial: 9,9% a partir de 1º de janeiro de 2016.

Abono: R$ 600,00 - pagamento até 30/03.

 

Tower

Reajuste salarial: 7% retroativo a 1º outubro de 2015 e 2,9% em fevereiro de 2016.

 

Fonte: Departamento de Imprensa - Sindbet

Enquete

Boletim
Eletrônico

Cadastre-se e receba as
noticias do Sindicato
Rua Santa Cruz, 811 | Centro | Betim - MG | CEP 32600-028 | (31) 3539-6500 | metalurgicosdebetim@metalurgicosdebetim.org.br

Horários de funcionamento do Sindicato:
- Sede: 8h30 às 12h e das 13h às 18h.
Endereço: Rua Santa Cruz, 811, Centro - Betim.
Telefone: (31) 3539-6500.
- Subsede: 8h30 às 16h45.
Endereço: Rua Toyota, 222, bairro Jardim Piemont - Betim.
Telefone: (31) 3597-0260.

Visitas desde junho/2016: 835284
Sindicato dos Metalúrgicos de Betim e Região © 2018 All Rights Reserved.